Início » Os Desafios na Busca pelo Emprego
Carreiras & Finanças

Os Desafios na Busca pelo Emprego

Os Desafios na Busca pelo Emprego: Saiba o que fazer para vencer esta importante etapa.

Em todo o país, segundo dados oficiais do IBGE  divulgados  recentemente pela imprensa, o Brasil atualmente possui quase 13 (treze) milhões de desempregados; e quase 5 (cinco) milhões de desalentados (pessoas que desistiram de procurar emprego).

Fatores negativos

Dentre os principais fatores que contribuem para a desistência de Trabalhadores a procurar emprego estão o Desânimo, por desacreditarem no mercado de trabalho, pois acreditam não ter chances em conseguir um emprego;

E a Inatividade, que, por algum motivo, o trabalhador após perder o emprego, deixa de procurar emprego ou o faz por pouco tempo.

Desalento

O desalento, muitas vezes, se associa ao fato de muitas empresas optarem pela contratação de Jovens; por serem uma mão de obra mais barata e menos qualificada, em detrimento de trabalhadores mais experientes e qualificados.

Há outros que ainda acreditam que a falta de oportunidades está associada à crise financeira do País.

Há também uma expectativa abaixo da média em conseguir emprego com menos de três meses; e ainda há aqueles que estão buscando emprego há mais de 2 (dois) anos; e os que já não tem mais dinheiro para prosseguir na busca pelo emprego.

Os Desafios na Busca pelo Emprego: Iniciativa e Resiliência

Ao analisarmos as situações ora descritas, podemos observar que muitas vezes; a falta de Iniciativa e de Resiliência por parte do Trabalhador desempregado, provoca todo esse desgaste e descontentamento na Busca pelo Emprego.

É muito importante que, ao ficar desempregado; o Trabalhador tenha a Iniciativa de Planejar como será a sua busca por uma recolocação no mercado de trabalho.

E assim será capaz de superar todas as dificuldades que houver no caminho para conseguir a desejada vaga de emprego.

Vejamos que, muitos trabalhadores, ao ficarem desempregados, não fazem um planejamento adequado de utilização dos recursos financeiros provenientes do acerto de rescisão contratual; também os recursos do FGTS e os recursos que receberá a título de seguro desemprego.

É compreensível que o trabalhador queira utilizar parte destes recursos para quitar dívidas e as sobras; muitas vezes, acabam sendo utilizadas de maneira inadequada; daí que, se a recolocação profissional não vier a curto ou médio prazo, o dinheiro acaba e consequentemente o desalento chega junto.

Os Desafios na Busca pelo Emprego: Auto avaliação

Um passo importante para ser bem sucedido na busca pelo emprego, é o trabalhador fazer uma auto avaliação sobre seus objetivos e suas qualificações.

Sendo assim, antes de se gastar os recursos provenientes da rescisão contratual; fazer um planejamento, verificando as possibilidades de se investir em cursos de qualificação profissional, aperfeiçoamento e/ou especialização.

A partir daí, elaborar um currículo atrativo, se preparar para entrevistas de emprego, cadastrar e atualizar diariamente currículos online.

Pesquisar por vagas alinhadas ao seu perfil profissional e elaborar outras estratégicas tendo em vista o sucesso de sua busca por uma recolocação profissional.

Prestigie o Blog Feliz! Compartilhe esta Página.

Sobre o Autor

Angelo Dias

Angelo Dias é Fundador, Gestor de Conteúdo, Colunista e Publisher do Blog Feliz; Idealizador e Produtor Executivo do Happy Talks (Projeto Voluntário de Eventos Gratuitos nas Áreas de RH e Desenvolvimento Pessoal). É também Empreendedor Digital; e Freelancer em Front-end WordPress & Assessoria em Artes Digitais; e Consultoria de Textos & Currículos.

error: Conteúdo Protegido!