Início » Festas Juninas – Folclore ou Religião?
Desafios da Fé

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Meu filho é obrigado a participar da festa junina porque vale nota no boletim!

Este tem sido um problema para muitos pais evangélicos. No Inciso 5º da Constituição Federal reza o seguinte: “é inviolável a liberdade de consciência e de crença; sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais dos cultos e suas liturgias”.

A origem desta comemoração vem desde a antiguidade, quando se prestava culto á deusa “Juno” da mitologia Romana. (Migalhas folclóricas, p.99 Mariza Lira), os festejos a esta deusa eram denominados Junônias, origem do nome atual “festas juninas”.

Como é de conhecimento de todos; o Brasil foi descoberto pelos portugueses e por isso a tradição católica veio sobre nós em forma de danças; festas, as suas comemorações foram arraigadas em nossa tradição e folclore. A primeira festa de São João no Brasil em 1603 pelo Frade Vicente do Salvador; que se referiu aos nativos que aqui se encontravam da seguinte forma: “os índios acudiam a todos os festejos dos portugueses com muita vontade; porque eram muito amigos da novidade, como no dia de São João Batista por causa das fogueiras e capelas”. (Ib p.106 Mariza Lira)

Para muitas crianças, esta festa é explicada assim:

“Que a Santa Isabel era muita amiga de Nossa Senhora e pela falta de comunicação daquele tempo; para Nossa Senhora saber que o bebê tinha nascido, Isabel faria uma grande fogueira e mandaria erguer um mastro com um bebê na ponta. Logo que a criança nasceu ela fez conforme combinado e Nossa Senhora foi visitá-la, era dia 24 de Junho. Foi ai que começou a ser festejado São João com um mastro, fogueiras e danças etc…” ·

Esta comemoração de São João Batista deu o inicio das comemorações Juninas, vindas depois a de Santo Antonio e de São Pedro.

SANTO ANTONIO, SÃO JOÃO E SÃO PEDRO.

A devoção deste santo foi introduzida no Brasil pelos padres franciscanos, que fizeram em Olinda (PE) a primeira igreja dedicada a ele; faz parte da tradição que as moças recorram a Santo Antonio para pedir um casamento.

São João foi consagrado santo pela igreja católica; em São João é comemorado com fogos de artifícios, os devotos usam bandeirolas coloridas e dançam, erguem uma fogueira e canções ao Santo. O nascimento de João Batista foi um milagre, visto que os seus pais já eram idosos (Lucas 1 v; 5-25). Sabemos da importância de João Batista, o próprio João Batista reconhecia o seu lugar e se alegrava de sua posição.

João Batista recusou qualquer tipo de homenagem ou adoração em vida, será que agora ele aceitaria festas em sua homenagem? É só lembrar no batismo de Jesus (João 4v. 1).

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

É atribuída a festa a São Pedro, pelo motivo de ser reconhecido pelos católicos como o “primeiro Papa ou o principal dos apóstolos”; por isso é atribuída a honra de uma festa em sua homenagem, podemos ver que ele é considerado o patrono dos pescadores; existe procissões marítimas em sua homenagem com grande queima de fogos, para muitos pescadores, este dia é sagrado! Até hoje ele é considerado o primeiro Papa de Roma; mas não há nenhuma prova disto, o Pedro da bíblia também errou como qualquer um de nós; nunca liderou a igreja de Roma, pois quando o Apostolo Paulo escreve aos Romanos; no ultimo capitulo ele manda recomendações aos membros da igreja Romana e não cita nem o nome de Pedro. Pois o próprio Pedro nunca aceitou nenhuma adoração At 10 v.25-26.

“E aconteceu que, entrando Pedro, saiu Cornélio para recebê-lo e prostrando-se a seus pés, o adorou. Pedro o levantou dizendo: LEVANTA-TE, QUE EU TAMBÉM SOU HOMEM”.

PARTICIPAR OU NÃO DAS FESTAS JUNINAS?

O costume é religioso e movido pela tradição Católica, por mais que elas tragam brincadeiras que agradem nossas crianças; o perigo é que as tradições e costumes possam entrar na vida dos pequeninos; o povo de Israel sofreu com os costumes de povos que o próprio Deus pediu para não se envolver com eles.

Não somos contra as festas; somos um povo festeiro, mas antes de participarmos de qualquer festa necessitamos avaliar qual é a sua finalidade. Sabemos que existem escolas que não buscam o sentido religioso; mas ainda fico com a possibilidade da criança crescer com o conceito deturpado diante da idolatria; pois vemos hoje Católicos se defendendo atrás de uma concepção deturpada diante das imagens. E Deus pediu para que não participássemos de festas com este objetivo. O que mais me chamou atenção é que pastores estão aceitando as festas juninas. Será que não conhecem a vida de Salomão?

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Salomão, conhecido por receber de Deus sabedoria que era comparada a areia da Praia, I Reis 4v. 29 “Deus deu a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e larga inteligência como a areia da praia do mar”; mesmo que ele possuía uma sabedoria tremenda; Deus não deixou de avisar que ele necessitava de andar nos seus estatutos e seus mandamentos (I Reis 3v. 11-14 / I Reis 6v. 11- 13 / I Reis 9 v. 4-9) por 3 vezes Deus avisou a Salomão, mas o que aconteceu?

Salomão confiou em sua própria sabedoria e fez aliança com povos que tinham uma tradição contrária a palavra de Deus; costumes diferentes e adoravam a outros deuses, tinham cultos adorando aos deuses que estavam acostumados, e isso foi com um objetivo bom.

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Quem sabe ele pensou assim: “Se eu pegar as filhas de Faraó, e as filhas dos reis que estão em minha volta; com certeza eles não vão fazer guerras contra mim, então farei isto; mesmo que elas tenham costumes diferentes, adoram aos seus deuses, eu que possuo a Sabedoria que Deus me deu, não vou ser contaminado”. Quem sabe foi este pensamento que ele teve; e quem sabe você tenha este mesmo pensamento na questão destas festas juninas que trazem louvores aos santos; mas sabe o que aconteceu com Salomão por causa desta aliança?

Ele se contaminou a ponto de ele mesmo adorar a outros deuses, Milcom, Astarote que eram deuses dos amonitas e sidonios; confira lá em I Reis 11.

Poderíamos dar o exemplo de Arão no deserto como pedido do povo; para fazer um deus para eles porque esperavam Moises voltar e ele não voltava; o que aconteceu naquela noite? Êxodo 32-33

O teor religioso das festas juninas não passa de um ato de idolatria; quando se fala das festas realizadas aos Santos, veja o Salmo 116 v. 34 “E serviram aos seus ídolos que vieram a ser-lhes um LAÇO”.

Esta matéria tem como objetivo apresentar o perigo é do envolvimento com tradições e costumes que vão contra a palavra de Deus; pois muitas crianças foram levadas a crenças religiosas por uma festa ou livros que são considerados por muitos um incentivo a leitura e a cultura.

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Normalmente as pessoas que participam destas comemorações imaginam que estes santos podem interceder por eles; mas sabemos que eles não podem fazer nada por ninguém, Pedro e João foram discípulos obedientes a palavra de Jesus; mas eles não podem intermediar nada para ninguém; porque esta missão foi dada para Jesus “Porque há um só Deus, e um só intermediador entre Deus e os Homens; Jesus Cristo I Tm 2v. 5”.

Romanos 8 v. 34 diz ‘é Cristo quem morreu, ou antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus e também intercede por Nós’.

Bem espero que esta matéria tenha sido benção para você; e acreditamos que abrimos o caminho para que você possa pensar e acabo com a mesma pergunta: – Podemos deixar os nossos filhos participarem destas comemorações?

A resposta é sua, não precisa ligar 0800.

Festas Juninas – Folclore ou Religião?

Veja também:

Bereanos ou Cretenses?
Conhecendo as Seitas
O Perigo dos Apócrifos

Siga o Blog Feliz no Instagram e no LinkedIn.

Sobre o Autor

Notícias Web

O Blog Feliz Compartilha Artigos e Conteúdo Web relevantes e relacionados às Áreas Temáticas de Atuação e que são destaques na web. Aqui você encontra o que de fato interessa em: Conteúdo Gospel, Destinos Turísticos, Hábitos Saudáveis e Carreiras & Finanças.

error: Conteúdo Protegido!
%d blogueiros gostam disto: