Finanças Pessoais

Veja a importância da educação financeira para aprender a economizar e sair do vermelho

A educação financeira pode ajudar as pessoas em diversos aspectos, tais como: economizar e sair do vermelho.

Por: Roberto Navarro

Three pink piggy banks standing on books next to a blackboard with simple savings message. Sharp focus on the piggy banks.

A educação financeira não é apenas um estudo teórico de como economizar mais e entender sobre gastos e recebimentos. Trata-se de aprender a buscar uma melhor qualidade de vida, que garanta segurança financeira suficiente para viver sem se desesperar com as contas básicas e usufruir dos prazeres da vida.

Não saber como controlar os ganhos faz com que os indivíduos acumulem dívidas que poderiam ser facilmente equilibradas com as decisões adequadas. Saber separar seu salário entre as despesas fixas e variáveis, além da parte necessária para se economizar, pode fazer milagres na vida financeira e até mesmo na saúde e bem-estar da família.

Educação financeira para sair do vermelho

Dados anuais do Serasa apontam que muita gente gasta mais do que ganha, tornando-se inadimplentes. Este é um reflexo de como a educação financeira faz falta para que as pessoas controlem as entradas e saídas financeiras.

O primeiro passo da educação financeira é o planejamento: é preciso ter exatidão de todos os valores que entram e saem para entender onde é possível economizar, cortar ou investir. Faça um levantamento dos seus rendimentos mensais, das despesas fixas e de quanto se gasta com supérfluos. Em seguida, entenda quais são suas prioridades financeiras, tais como quitar as pendências do cartão de crédito e pagar as contas básicas da sua casa (luz, água e comida).

Se adequar ao seu atual padrão de vida é fundamental para reajustar as contas. Sendo assim, compre o que pode pagar, troque marcas e objetos por outros mais em conta e tire itens supérfluos da sua rotina. Antes de fazer compras no mercado, faça uma lista e compre apenas o que está nela.

Educação financeira para economizar

Após fazer um planejamento real e honesto de suas contas, é hora de pensar em economizar. A educação financeira para economizar serve para quem tem ou não dívidas, e mostra que economizar só traz benefícios no final do mês.

Para começar, compreenda que dentro dos rendimentos recebidos, os gastos essenciais com despesas fixas como aluguel, conta de luz, alimentação e educação e saúde não podem ultrapassar 50% do salário. E se for bem mais que isso, você está vivendo acima de suas possibilidades e deve rever esses gastos, preferindo opções mais em conta.

Dos 50% restantes, 20% devem ser depositados em poupança ou outros investimentos, e não devem ser usados. Os 30% restantes são os gastos variáveis, que vão desde transporte até roupas, eletrodomésticos e compras parceladas.

Publicado originalmente por: Roberto Navarro

Sending
User Review
0 (0 votes)
Booking.com

Sobre o Autor

Blog Feliz

Perfil Oficial do Blog Feliz.
O Blog Feliz compartilha Artigos e Conteúdo Web relevantes e relacionados à Turismo, Fé Cristã e a Viver Feliz; e que são destaques na web. É administrado por Angelo Dias: Fundador, Gestor Executivo e Publisher do Blog Feliz.
A Autoria de Textos, Imagens e Vídeos de Terceiros, quando reconhecida, é prontamente atribuída ao respectivo conteúdo compartilhado pelo Blog Feliz. Quando a Autoria não é muito clara e/ou desconhecida, ao conteúdo correspondente é atribuído como "Autor Desconhecido".
Para maiores informações sobre as nossas Publicações, consulte nossos Termos de Uso.

Tópicos

Destaques

Patrocinado

  • Booking.com
  • Booking.com
error: Conteúdo Protegido!