Evangélicos sem Fronteiras

A Personalidade de Jesus Cristo

ABRIDOR DE PORTAS: Jesus é a Porta (João 10.7-9). Em Apocalipse 3.7, ele é aquele que segura as chaves de Davi, que põe diante da Igreja uma porta aberta que ninguém pode fechar. Jesus não prende em laços, mas envolve em currais, e o curral não nos limita de o Pastor guiar as ovelhas para dentro e fora do pasto através de um portão aberto. Como nossa herança temos um lugar espaçoso para andar (Salmos 18.19; 31.8). Ele abre as portas por Fé (Atos 14.27) e por Pregação da Palavra (I Coríntios 16.9)

 AMIGO: Seu apelido na terra foi “Amigo de Pecadores” (Mateus 11.19). Suas palavras a seus discípulos, dizendo-lhes que mandaria outro consolador (… do mesmo tipo) indica a aproximação e envolvimento da sua amizade com aqueles homens. Sua morte é um testemunho da sua amizade, pois, “não há maior amor do que este, que um homem dar a sua vida pelos seus amigos” (João 15.13). Jesus Indica os termos de sua amizade em João 15.14-15 – nós somos seu amigo se fizermos o que ele nos manda. Ele é o aliado de todos que adoram o Pai e na luta contra o inimigo, nós temos nele um guerreiro que é igualmente nosso comandante e amigo – grande fundamento para nossa segurança em sua estratégia para o bem aos amigos.

CONFORTADOR: Hebreus 2.18 nos ensina que tentação causou sofrimento a Cristo, não por tê-lo levado a pecado, porque não havia nada dentro da sua característica divina que respondeu a pecado, mas para desafiar o prazer de sua comunhão do Pai. Portanto, ele é um Alto Sacerdote que dar conforto aos crentes que sofrem tentação. O conforto de Jesus compreende: O conforto do Espírito Santo (João 15.26); palavras de conforto (Mateus 11.28; João 14.18); conforto das Escrituras (Romanos 15.4); profecia (I Coríntios 14.13); comunhão (I Tessalonicenses 5.11). Na face do tentador, Jesus socorre (Hebreus 2.18); liberta (II Pedro 2.9); faz um caminho de fuga (I Coríntios 10.13).

 CORDEIRO DE DEUS: Jesus é o Cordeiro imutável, imolado desde a fundação do mundo. Ele é o Cordeiro da Páscoa sacrificado por nós (I Coríntios 5.7), sem mancha ou defeito (I Pedro 1.19, Isaías 53.7, João 1.29). Não existe fraquezas no cordeiro porque ele é o objeto de adoração no céu. A ira do cordeiro é conhecida por seus inimigos e o cordeiro vence esses que fazem guerra contra ele.

 CRIADOR: Em contraste, Jesus estava na Criação da vida no começo. A Bíblia nos ensina que o Deus Triúno autorizou a criação, e mesmo que o Pai iniciou a obra, Jesus, como o Espírito é um autor independente, todos juntos com Deus.

 ENCORAJADOR: Freqüentemente quando colocamos pessoas sob algum tipo de treinamento de exército, quando seus caminhos são obstruídos, Jesus começa por ministrar encorajamento, não para tomar tempo retreinando, mas para continuar no que tem aprendido, para perseverar, resistir e vencer. Não é à toa que o Ministério de Encorajamento foi a coisa que satanás buscou evitar ser comunicado aos tessalonicenses. Existem vários significados de encorajamento; mas a base deles é resumida em II Tessalonicenses 2.16-17, “e o próprio Senhor Jesus Cristo, nosso Deus e Pai, que nos amou e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações e vos conforte em toda boa palavra e obra”.

 FIEL: Jesus é Fiel à Deus “que o constituiu” e como um filho ele é fiel sobre a casa do Pai (Hebreus 3.2-6). Ele fielmente guardará e manterá todos que estão comprometidos a ele até o fim (II Timóteo 1.12). O grande encorajamento de Paulo para aqueles interessados nos propósitos dos homens maus é importante: “mas o Senhor é fiel, ele vos confirmará e guardará do maligno” (II Tessalonicenses 3.3). No céu, como o cavaleiro do Cavalo Branco, ele é chamado “Fiel e Verdadeiro”.

 INSTITUIDOR: II Tessalonicenses 3.3 – Jesus nos coloca firmes e seguros, primeiramente através do Evangelho (Romanos 16.25); do ensino da palavra (II Pedro 1.12) e nossa posição no corpo de Cristo (I Coríntios 12.27). Isto pode ser resumido como a Ação de Deus em Cristo (II Coríntios 1.21 e Colossenses 2.7).

 JUIZ: Jesus é o Juiz e, portanto, não há necessidade de acusar diante de uma alta autoridade, pois, ele é a suprema autoridade. O fato que satanás “acusa” é uma admissão da sua posição debaixo dos pés de Jesus. Em João 5.27 Jesus nos declara claramente que porque ele é o Filho do Homem, o Pai tem lhe dado autoridade para julgar, e em Mateus 25.31, ele fala do Filho do Homem vindo em Glória com os anjos para “separar o pouco”. Ele disse aos apóstolos para pregarem ele como o único “que Deus o constituiu como Juiz da Vida e da Morte”. (Atos 10.42; 17.31; Filipenses 2.10; II Timóteo 4.1), quando o Salvador é o Juiz não há desafio para a completa redenção.

 LIBERTADOR: Em Nazaré, Jesus tomou as palavras de Isaías 61 para declarar sua missão “Proclamar Libertação aos Cativos”. Jesus não simplesmente libera no sentido de “deixar sair”, mas ele redime, pois, ele pagou o resgate por nossa eterna liberdade pelo sacrifício de sua vida no calvário.

 LUZ: A suprema imagem de transmitir a brilhante claridade e invasiva verdade de Jesus, como comunicado por sua vida e palavras – “Luz para aluminar as nações, e para a glória de teu povo Israel” (Lucas 2.32). “Esta vida era a luz dos homens” (João 1.4) “Eu sou a Luz do Mundo” (João 8.12). A grande obra do evangelho, sem dúvida descreve Paulo no caminho de Damasco, é “… para iluminação do conhecimento da Glória de Deus, na face de Jesus Cristo” (II Coríntios 4.6). Estes que foram outrora “obscurecidos nos seus entendimentos” (Efésios 4.18) foram feitos “Filhos da Luz” (I Tessalonicenses 5.5). No céu, não haverá necessidade de Sol ou Lua “porque a Glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada” (Apocalipse 21.23)

 MÉDICO: Jesus foi ungido por Deus com o Espírito Santo e poder e “curou todos que estavam oprimidos pelo demônio” (Atos 10.38). Sua missão, por ele mesmo confessada, foi para “libertar os cativos (Lucas 4.18) e curar aqueles que foram machucados pelo inimigo. Salmos 9.9 exalta o Senhor como refugo para o oprimido. Jesus foi “oprimido e humilhado” e por “opressão e julgamento” foi arrebatado (Isaías 53.7-8), mas agora, por causa de sua vitória sobre tal sofrimento, ele pode dividir os despojos de sua conquista com aqueles que são oprimidos e trazer à eles conforto e cura.

 MESTRE: O testemunho de Jesus sobre si mesmo em Mateus 23.10 é que existe somente um Mestre, o Cristo. Ele não contestou, mas falou com absoluta autoridade as palavras que foram dadas a ele pelo Pai (João 17.8). A respeito das tentativas dos seus inimigos, ele não tropeçou nas suas palavras, e nem uma falha foi encontrada no que ele disse. As pessoas se maravilharam com o poder e a autoridade dos seus ensinos (Marcos 1.22-27). Ele falou que discipulado era provado pelo apego aos seus mandamentos e que esta verdade colocaria homens em liberdade (João 8.31-32), mas ele constantemente dirigia atenção para o fato que o ensino não era dele mesmo, mas sim, do Pai. Contudo, isto não era um tipo de conhecimento esotérico, mas poderia ser verificado por, simplesmente, fazer a vontade de Deus (João 7.16-17).

 MINISTRO DA VIDA: Jesus é a Vida (João 1.4; 5.26; 6.48; 11.25; 14.6). Suas Palavras são Vida (João 6.63). Ele declarou que o Filho dá Vida (João 5.21) e a dá abundantemente (João 10.10). Aqueles que neles crerem têm Vida Eterna, que é o conhecimento do Pai e do Filho que ele tem enviado (João 17.3), o qual não só venceu a morte, como trouxe a luz e a imortalidade, mediante o Evangelho (I Timóteo 1.10). Ele Ministra Vida para todo o homem.

 SALVADOR DE PECADOS: José tinha de nomear a criança Jesus “porque ele salvaria seu povo dos seus pecados” (Mateus 1.27). Isto foi declarado por João no princípio do Ministério de Jesus – “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1.29). Ele perdoou pecados durante todo o seu ministério (Lucas 7.49). Este é o Coração do Evangelho que “Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos Justiça de Deus”. (II Coríntios 5.21). Jesus é o Salvador de Pecados e nós somos libertos do “Pai do Pecado” e Deus não contará nossos pecados contra nós.

 SEMEADOR DA BOA SEMENTE: Mateus 13.37 – Jesus é bem explícito sobre si mesmo como o único semeador da boa semente. A semente sendo os filhos do Reino. Note que existe somente um ceifeiro – este poder é negado a Satanás e conclusivamente indica que a Autoridade é de Jesus Cristo.

 SER DE AMOR: Jesus é a perfeita expressão do Amor do Pai – “não que nós tenhamos amado a Deus, mas que ele nos amou a nós, e enviou seu filho para propiciação pelos nossos pecados” (I João 4.10). Jesus mostrou esse amor por todos os homens no começo do seu ministério, mas acima de tudo, ele quis que o mundo soubesse que ele amou o Pai (João 14.31). Ele é o filho de Deus que nos amou e se entregou a si mesmo por nós (Gálatas 2.20) e que agora, o amor que é derramado nos nossos corações é o estandarte pelo qual nós nos amamos uns aos outros (João 15.12; Efésios 5.2-25)

 SOBERANO: Jesus é o único Soberano, o Governador dos Governadores, O Rei dos Reis, e Senhor dos Senhores. O Cristo exaltado, sentado à direita do Pai. Está acima de todos os Governadores e todas as coisas estão debaixo dos seus pés, não somente neste século, mas também no vindouro (Efésios 1.21; Apocalipse 17.14 e 19.16).

 VERDADE: Ele é a Verdade e testemunha isto, traz a verdade e a administra. Não há sombra de mudança nele; incerteza; equívocos. (João 1.4; 6.68; 14.6).

Sending
User Review
0 (0 votes)
Booking.com

Sobre o Autor

Angelo Dias

Angelo Dias é Gestor & Publisher do Blog Feliz e Idealizador do Happy Talks.
É também um apaixonado por Empreendedorismo Digital, Marketing Digital e Desenvolvimento Web; e desde fevereiro de 2010 trabalha como Freelancer em Desenvolvimento de Sites e Blogs em WordPress, possui boas parcerias em Artes Digitais e em Serviços Web. Atualmente, também trabalha na Área Contábil-Administrativa em Empresa de Grande Porte; e é Coordenador de Eventos em Projetos Voluntários que tem por premissas o Incentivo e Fortalecimento do Networking e o Compartilhamento de Idéias, Conhecimentos e Experiências em favor do Desenvolvimento Pessoal e Profissional.

Tópicos

Destaques

Patrocinado

  • Booking.com
  • Booking.com
error: Conteúdo Protegido!